Google Analytics é uma das ferramentas de marketing digital mais utilizadas, mas mesmo assim muitos profissionais ainda não sabem quais são suas métricas mais importantes.

A falta de conhecimento sobre funcionalidades da ferramenta vêm impedindo os profissionais da área de otimizar suas estratégias promocionais e aumentar as vendas. Se você também sofre desse problema veio ao lugar certo: separamos algumas das principais métricas e vamos mostrar o que significam. Confira!

Taxa de rejeição

Logo que você acessa a sua conta no Google Analytics, essa métrica salta aos olhos e tira o sono de muitos profissionais de marketing.

Ela demonstra, por meio de um percentual, o número de pessoas que deixaram o seu site pela mesma página que visitaram. É praticamente impossível ter uma taxa de rejeição próxima de zero, porém há um padrão aceitável para cada tipo de site.

Em um e-commerce, por exemplo, uma taxa de rejeição aceitável fica entre 20% e 40%, pois possui um público bem específico. Em blogs e outros sites de conteúdo o número aceitável fica entre 40% e 60%, tendo números melhores quando a maior parte dos acessos é de origem orgânica.

Uma taxa de rejeição muito alta não necessariamente significa que as pessoas não gostaram do que viram no site. Isso pode ser verdade, porém há outros elementos que precisam ser levados em consideração antes de indicar um culpado. Um deles é o tempo de permanência no site.

Tempo de permanência no site

Como próprio nome indica, o tempo de permanência no site é uma métrica que indica quanto tempo o usuário passou navegando em sua página.

Um tempo de permanência muito baixo significa que os usuários estão abandonando a página logo depois de visitá-la, o que pode indicar problemas no carregamento, no layout ou, até mesmo, no conteúdo da página.

Em contrapartida, um tempo de permanência muito alto indica que as pessoas passam muito tempo interagindo com o conteúdo. Observar o tempo de permanência no site junto com a taxa de rejeição pode render bons insights. 

Se um blog possui uma taxa de rejeição muito alta, mas um grande tempo de permanência, podemos deduzir que o usuário leu todo o conteúdo digitado e abandonou a página depois de tirar a sua dúvida, indicando que seu conteúdo é de qualidade, mesmo que o visitante deixe a página logo em seguida.

Número de páginas por visita

O número de páginas por visita é uma métrica que indica a média de páginas que os visitantes de seu site acessam em uma única visita.

Antes de supor que quanto maior o número de páginas visitada sem seu site maior a sua qualidade, tenha cuidado: um número muito elevado também pode indicar que os usuários não estão encontrando aquilo que procuram — o que é ruim para lojas virtuais, por exemplo.

Assim como a taxa de rejeição, vale a pena acompanhar esta métrica juntamente com o tempo de permanência no site. Assim, você poderá saber se o público está interessado em seu conteúdo ou se está procurando por alguma resposta em sua página.

Tempo de carregamento do site

Tenha em mente uma coisa: caso o tempo de carregamento do seu site seja muito alto, todas as outras métricas serão prejudicadas. Por isso, é muito importante que você acompanhe essa métrica de perto. Caso contrário, toda a sua estratégia poderá correr risco.

Isso é ainda mais importante devido ao aumento do número de usuários de aparelhos móveis para navegar pela internet. Tão importante que esse é um dos elementos que o Google leva em consideração para ranquear as buscas! Mais um motivo para você acompanhar esta métrica de perto, certo?

Ainda tem dúvidas sobre quais métricas do Google Analytics você deve acompanhar? Quer contar um pouco mais da sua experiência? Deixe seu comentário neste post!