Começar um negócio sem precisar de capital inicial é o sonho de muitas pessoas, e este sonho vem se tornando realidade pelo uso de drop shipping.

Quem começa um negócio próprio encontra muitos desafios, como montar uma loja virtual, contatar fornecedores, transportadoras, lidar com o cliente, fabricar o produto, etc. e é aí que o drop shipping entra: ele diminui as dificuldades de produção e logística dos empreendedores.

Se você ainda não está familiarizado com o conceito de drop shipping, saiba que é um conceito bem simples, mas é preciso de bastante cuidado na hora de praticá-lo. Continue a leitura deste post e descubra se drop shipping.é para você!

O que é drop shipping?

Indo direto ao ponto, o drop shipping é uma parceria entre empreendedor (lojista) e fornecedor que permite ao lojista adquirir os produtos depois de ter fechado a revenda para seu cliente final. Este modelo de negócio gera diversas vantagens para o empreendedor, que em vez comprar as mercadorias, deixar o dinheiro parado em forma de estoque e correr risco de não vender, agora compra com a certeza de que vai vender.

Para quem já tem uma presença forte na internet, conhece de redes sociais e possui muitos contatos, o drop shipping é uma excelente forma de ganhar dinheiro, uma vez que o lojista pode focar na divulgação dos produtos, sem se preocupar com estoques, nem logística, que ficam a cargo do fabricante. É a união entre a sua audiência e a produção do fornecedor.

Quais cuidados devo ter com o drop shipping?

Como todo o processo de logística é de responsabilidade do parceiro, é vital que você tenha bons fornecedores. A qualidade dos produtos vendidos e o prazo de entrega dependem de um bom serviço, e a sua reputação que está em jogo. Todo cuidado é pouco!

Se você optar por trabalhar com produtos importados, precisa estar ciente de todos os detalhes da importação e fazer com que seus clientes entendam muito bem o processo, para que não haja desgaste de relacionamento. Fatores como tempo de entrega maior, preço do frete, tarifas de alfândega e importação e impostos precisam ser bem explicados.

Outro ponto a ser considerado é o valor dos produtos. Usando Drop Shipping, o pedido é encaminhado para o fornecedor caso a caso, ou seja, não tem aquela história de comprar uma grande quantidade e estocar para conseguir promoção.

Qual modalidade escolher?

Quando você estiver pesquisando sobre possíveis parceiros de drop shipping, você vai se deparar com duas situações: aqueles que trabalham com produtos terceirizados, como a Amazon, Lojas Americanas e o Submarino, e os que fazem produtos personalizados após a compra, como a Usina de Marcas.

No primeiro caso, o vendedor acaba perdendo o poder de barganha e a competitividade online. Isso porque precisa competir com e-commerces e marketplaces mais estruturados, que conseguem preços mais acessíveis, e a concorrência é maior. Além disso, como seus fornecedores trabalham com milhões de pedidos, suas vendas têm pouco impacto sobre o resultado e seu poder de negociação é limitado.

No segundo caso, os produtos podem ser personalizados exatamente do jeito o vendedor deseja, aumentando as chances de engajamento do público e, consequentemente, de sucesso. O ponto chave da diferença é: no primeiro caso, você vai vender um produto da loja parceira. No segundo, vai vender um produto SEU, feito por um fornecedor parceiro. Dá pra entender a diferença, certo?

 

Entendeu melhor como funciona o drop shipping? Não esqueça de curtir a nossa página no Facebook e ficar por dentro de muito mais informações e dicas!