Administrar um negócio exige dedicação: o empreendedor precisa prestar atenção em diversos detalhes e tarefas ao mesmo tempo. Como se isso não tomasse tempo suficiente, ele ainda tem que acompanhar – e de perto – os passos dos seus competidores.

Monitorar seus concorrentes é uma forma de compreender melhor como as outras marcas reagem às variações do mercado  seja em momentos de crise, seja em épocas de oportunidades — e o que elas fazem para desenvolver o negócio e atrair clientes.

Essas informações permitem que empresários ou administradores façam uma comparação com os seus próprios processos internos, avaliem a sua eficiência, identifiquem gargalos de operação e possam descobrir aspectos a serem melhorados.

Dessa forma, a empresa passa a ter um domínio maior sobre o seu mercado. Confira, no texto a seguir, a importância da análise de concorrência!

Conhecer a sua própria empresa

Para criar uma metodologia de análise da concorrência, é preciso conhecer a sua própria empresa primeiro. Assim é possível entender como o seu negócio está se posicionando no mercado, o que pode alavancar ou prejudicar as suas operações e o que deve ser observado junto às outras marcas.

Dentre os aspectos que precisam ser observados no seu negócio estão: principais qualidades, principais defeitos, tamanho do seu mercado de atuação, capacidade de atendimento aos seus clientes, qualidade dos seus fornecedores, preço e qualidade dos seus produtos, dentre outros itens.

Identificar a sua concorrência

Após avaliar o seu próprio negócio, é hora de fazer a análise da concorrência. Nesse processo, é necessário identificar quais as empresas que estão no mercado e que têm características similares ou iguais à sua marca. Ou seja, que oferecem os mesmos produtos ou serviços que você.

Uma forma interessante de reunir essas informações é observando o mercado com o olhar dos seus clientes e criando uma metodologia que identifique todos os negócios que podem se enquadrar em seu nicho de atuação. Com essas empresas identificadas, é o momento de reunir informações sobre elas.

Avaliar pontos fortes e fracos

A análise da concorrência não para na identificação de quem são os outros players do mercado. É preciso conhecer suas estratégias de mercado e os seus pontos fortes e fracos.

Os pontos fortes e fracos de uma empresa estão associados ao bom funcionamento do negócio e, consequentemente, na sua performance versus os competidores no mercado. Se você entender o que leva as pessoas à consumirem ou não o produto/serviço de um determinado concorrente, pode capitalizar em cima dos erros deles e criar oportunidades para o seu negócio.

Esse processo consome um tempo do empresário ou gestor de uma empresa, mas representa uma vantagem estratégica importante para qualquer e-commerce.

A internet ajudou a acirrar a concorrência e possibilita que as pessoas encontrem empresas em qualquer lugar do globo, portanto, entender o mercado é o melhor caminho para fortalecer os seus processos e conquistar mais clientes por meio de boas práticas e qualidade nos produtos ou serviços.

Gostou deste artigo sobre a importância de se fazer a análise da concorrência? Assine a nossa newsletter e receba outros conteúdos interessantes!